A Escola de Engenharia recebe bolsa MSCA-IF com pontuação de 100%

A ação Marie Skłodowska-Curie Actions (MSCA) Individual Fellowships (IF) apoia a excelência de bolseiros pós-doutorados da Europa, não só através da mobilidade internacional, interdisciplinar e inter-sectorial, sendo uma parte essencial do Espaço Europeu da Investigação. Destina-se à formação de investigadores pós-doutorados para trabalhar em projetos individuais de excelência, envolvendo parceiros académicos e industriais. Para a convocatória MSCA-IF 2020, a Agência Executiva de Investigação (REA) recebeu um total de 11.573 propostas de projetos, o que representou um aumento de 17% em comparação com a convocatória anterior em 2019. Com um financiamento total de 328 milhões de euros, a UE apoiará 1.630 investigadores pós-doutorados experientes que trabalham em universidades e organizações de investigação de topo na Europa e no resto do mundo, bem como no sector privado e PMEs. Isto representa uma taxa de sucesso de 14% para esta ação de pós-doutoramento em 2020.

A 8 de Fevereiro de 2021, foram divulgados os resultados das candidaturas para 2020. Portugal receberá 34 bolseiros MSCA na convocatória de 2020, com um total de mais de 5 milhões de euros de investimento. Entre eles, Joaquín Torres-Sospedra continuará a sua principal carreira de investigação na Escola de Engenharia da Universidade do Minho (Guimarães, PT).

Joaquín Torres-Sospedra obteve o seu doutoramento em 2011 na Universitat Jaume I (Castellón, Espanha). Os seus interesses de investigação de 2003 a 2013 incluíram redes neurais, modelos de conjuntos, robótica e interoperabilidade. Em 2013, juntou-se ao grupo de Investigação de Tecnologias Geospaciais (GEOTEC), onde aplicou a sua experiência em redes neurais e aprendizagem de máquinas à investigação e avaliação de sistemas de posicionamento em interiores baseados em smartphone-base durante sete anos. Trabalha atualmente na UBIK Geospatial Technologies, concentrando-se no desenvolvimento de aplicações com componentes de localização. É um membro ativo da comunidade de Posicionamento Indoor, promovendo a avaliação de alta qualidade através de diversos conjuntos de dados abertos e organizando concursos internacionais todos os anos.

Joaquín Torres-Sospedra irá juntar-se ao laboratório de Computação Urbana do Centro de Investigação Algoritmi (Escola de Engenharia da Universidade do Minho, Guimarães, PT), com Adriano Moreira como supervisor, para trabalhar no projeto ORIENTATE. ORIENTATE foi concebido como um projeto inovador de formação-investigação, que introduzirá uma nova tecnologia de posicionamento em instalações industriais (fábricas e armazéns), bem como reforçará as competências de inovação do bolseiro. Os destacamentos no Centro de Computação Gráfica (Guimarães, PT) e na Universidade de Tampere (Tampere, FI) estão programados para facilitar a transferência de tecnologia e a comercialização das tecnologias desenvolvidas.

Para Joaquín Torres-Sospedra, “A bolsa do MSCA-IF é a forma de preencher a maior lacuna do meu CV, liderar uma promissora linha de investigação com uma elevada probabilidade de transferência de tecnologia para a indústria. Escolhi a UMinho devido à conhecida reputação do Centro de Investigação Algoritmi e à sua localização perfeita, ao lado dos parceiros industriais relevantes para o projeto”.

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *