António Cunha, docente da EEUM, eleito presidente da CCDR-N

António M. Cunha, antigo presidente da Escola de Engenharia, foi ontem eleito presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N). A candidatura única foi votada por um colégio da região Norte constituído pelos presidentes das câmaras e assembleias municipais, pelos vereadores e pelos deputados municipais, incluindo presidentes das juntas de freguesia. A tomada de posse deverá ser anunciada em breve.

A CCDR-N é uma instituição pública que visa o desenvolvimento integrado e sustentável do Norte de Portugal, contribuindo para a competitividade e coesão do território nacional.

António M. Cunha, é licenciado em Engenharia de Produção e doutorado em Ciência e Engenharia de Polímeros pela UMinho, onde é professor catedrático do Departamento de Engenharia de Polímeros e investigador do Instituto de Polímeros e Compósitos. Foi cofundador e administrador do PIEP – Polo de Inovação em Engenharia de Polímeros (2001-09), presidente da Escola de Engenharia (2005-09), reitor da UMinho (2009-17) e ainda presidente do CRUP – Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas (2014-17), do Padroado da Fundação das Universidades Norte de Portugal/Galiza (2010-16) e do Instituto Internacional Casa de Mateus (2010-16). Integrou também o Conselho Nacional da Educação (2010-14) e o Research Policy Working Group da Associação Europeia de Universidades (2013-17).

Atualmente é presidente do DTx – Laboratório Colaborativo em Transformação Digital, do Gabinete de Crise para a Transição Económica de Guimarães e administrador do CEiiA – Centro de Engenharia e Desenvolvimento. É igualmente curador da A3ES – Agência para a Avaliação e Acreditação do Ensino Superior e faz parte dos boards do Programa MIT-Portugal, da Parceria Bosch-UMinho, do INL, do MACC – Minho Advanced Computing Center e do Atlantic International Satellite Launch Programme, bem como do conselho consultivo da COTEC, a que presidiu entre 2015 e 2018. Membro da Academia de Engenharia, recebeu a medalha de mérito científico do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, a grã-cruz da Ordem da Instrução Pública, a medalha de ouro de Braga e a insígnia de ouro da Universidade de Santiago de Compostela. É cidadão honorário e medalha de honra de Guimarães.

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *